Varejo inicia ações de revitalização no Centro a partir de abril

Comerciantes querem aumentar o fluxo de pessoas e vendas na região. Hoje são contabilizadas 350 mil pessoas por dia no bairro

Em abril, o varejo inicia eventos direcionados ao Centro de Fortaleza para aumentar o fluxo de pessoas e alavancar as vendas do local.

Apesar de as medidas ainda não serem reveladas, pois estão em fase de negociação, Assis Cavalcante, presidente da CDL de Fortaleza, diz que é preciso realizar ações em relação ao ordenamento dos ambulantes e à geração de eventos.

“O Centro é onde tem 7.800 empresas, onde passam 350 mil pessoas por dia, com 68 mil pessoas trabalhando. Isso é um volume muito grande. É o maior centro de compras do Ceará. Então, precisa de um olhar diferente”, destaca Cavalcante ao jornal O POVO, durante o lançamento da 3ª edição da Jornada Integração, realizada ontem pela Federação das CDLs do Ceará (FCDL-CE).

Segundo o empresário, a CDL é uma instituição consolidada com muitos projetos, mas efetivamente é preciso realizar ações dentro do Centro, que devem contar com o apoio da Prefeitura de Fortaleza na revitalização.

O projeto do Executivo municipal visa integrar a região do Centro ao “corredor” que começa na Praia de Iracema, passa pelo Dragão do Mar e termina no Centro.

“O Prefeito está trabalhando no sentido de ter um Centro melhor de andar e comprar. Quando organizou a (feira de confeccções) José Avelino foi condizente com esse objetivo”, observa Assis.

No tocante aos ambulantes que trabalham no Centro, o presidente reconhece que eles fazem parte do movimento da região, porém, é preciso organizar.

De acordo com Assis, atualmente, existem 1.471 ambulantes registrados, mas efetivamente quase 4 mil pessoas atuando. “Da forma como estão, atrapalham o direito de ir e vir das pessoas, porque se estabelecem no meio da rua”.

Entre as ações do varejo para este ano, continua a tradicional “Fortaleza Liquida”, que era realizado no mês de março, mas vai ocorrer em setembro, a exemplo da edição de 2017.

“O segundo semestre era sempre mais pujante, mas setembro quebrava essa homogeneidade”. A escolha do período também tem o objetivo de antecipar a Black Friday, que ocorre em novembro e tem atrapalhado o desempenho de vendas de dezembro. “Nos Estados Unidos é um dia com desconto. Aqui abrasileiramos. Deixamos uma semana, 15 dias, um mês”, explica.

Segundo o presidente, com a Black Friday, o consumidor deixa de adquirir produtos em dezembro, que seriam as vendas esperadas com o pagamento do 13º salário. “Está havendo um movimento em nível nacional de trazer a Black Friday para setembro e aí vamos juntar com nossa liquidação”, afirma.

Ele acrescenta que o horário de funcionamento estendido, que entrou em vigor em dezembro passado, também tem movimentado o Centro e o comércio da Cidade em geral.

Com o projeto, os estabelecimentos comerciais podem funcionar de segunda a sexta, de 8h às 19h, e aos sábados, de 8h às 16h.

Já os shopping centers podem abrir de segunda a domingo, de 8h à 0h. “A lei veio atender um anseio não só nosso, mas também dos consumidores. E aí certamente está sendo um grande alavancador de renda e emprego”, complementa.

Outra data

Com as vendas de dezembro impactadas, está havendo um movimento em nível nacional de trazer a Black Friday para setembro

Evento

O QUE É A 3ª JORNADA DA INTEGRAÇÃO

>> Realização da Federação das CDLs do Ceará (FCDL-CE).

>> Atuação em nove bases regionais do Ceará: Centro Sul, Cariri, Sertão Central, Jaguaribana, Ibiapaba, Norte, Sertão Oeste, Inhamuns e Metropolitana.

>> Capacitação de 720 lideranças.

>> 4.500 pessoas impactadas pelos treinamentos.

>> Meta do “Salve o Planeta Terra” é arrecadar 9 toneladas de material reciclável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *