Cadastro Positivo. Como ele pode beneficiar o seu negócio

Já imaginou como o seu negócio pode se beneficiar com o Cadastro Positivo?

O assunto anda em pauta nesses últimos meses e não é nenhum desconhecido da população brasileira, mas nem todos os empresários conseguem enxergar como o Cadastro Positivo pode beneficiar os seus próprios negócios.

Sabendo que a inadimplência é um problema recorrente em todas as classes sociais, o Cadastro Positivo pode virar esse cenário e aumentar o poder de compra do consumidor comum.

Isso ocorre porque os birôs de proteção ao crédito, como o SPC, não irão apenas contabilizar os pagamentos em atraso ou dívidas, e sim, vai passar a entrar na conta o histórico de bom pagamento também.

É um processo simples, mas que poucas pessoas entendem realmente como funciona e como os birôs chegam ao número que classifica o CPF como um bom pagador.

O que é o Cadastro Positivo?

Antes de explicar como funciona o Cadastro Positivo, é preciso primeiro explicar qual o processo de ter um nome negativado.

Muitas pessoas terminam se encontrando em uma situação de inadimplência por diversos fatores como perda de emprego, imprevisto familiar ou até mesmo falta de planejamento familiar.

O que acontece é que muitas vezes as pessoas recorrem a empréstimos ou compras parceladas a juros altos. Essas soluções viram um pesadelo quando vai ficando cada vez mais difícil honrar a dívida e o consumidor passa a ser um inadimplente.

Deixar o nome do consumidor negativado é uma decisão da empresa credora que não recebeu o pagamento da venda de um produto ou pela prestação de um serviço.

Quando se tem o nome negativado, esse registro conta como uma informação que, junto com outras informações, resulta em uma nota, conhecida como score.

A diferença agora ocorre que para resultar no score de uma pessoa, não é mais contado apenas os registros de inadimplência, mas sim, com o histórico de “bom pagador” do consumidor.

Ou seja, se uma pessoa paga sempre em dia todas as contas, essa informação contará positivamente no score dela, aumentando assim a nota.

E, ao aumentar a nota, o acesso ao crédito fica mais fácil e o consumidor passa a comprar mais e movimentar a economia.

Como fazer para entrar no Cadastro Positivo?

O Cadastro Positivo existe desde 2013 e o cadastramento era puramente voluntário.

Isso mudou em 2019, com a Lei do Cadastro Positivo, sancionada no mesmo ano. Dessa forma, os dados dos consumidores entram automaticamente como fator para o score final.

Assim, os bons pagamentos entrarão como fatores para o resultado final do score.

Como as empresas podem se beneficiar do Cadastro Positivo?

Essa facilidade e o incentivo ao bom pagador tem como único objetivo dar mais credibilidade ao consumidor e entregar um maior acesso ao crédito.

Hoje, uma pessoa cujo CPF tem um score baixo, dificilmente será aprovada para um cartão de crédito, por exemplo.

Com o acesso ao Cadastro Positivo, é esperado um maior acesso dos consumidores a financiamentos, empréstimos e créditos e até sinaliza uma maior adesão das empresas voltarem a ofertar crediário próprio.

Dessa forma, é esperada uma injeção na economia e uma verdadeira movimentação no comércio.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *