Dia da Liberdade de Impostos: comércio venderá produtos selecionados com até 80% de desconto

Atualizado em 24/05/2018, às 08:34

O objetivo é chamar atenção da população cearense para a carga tributária no Brasil. Além de Fortaleza, a ação se estenderá para as Instituições de Ensino da cidade de Juazeiro do Norte (CE).

Hoje (24/05), durante o horário normal de funcionamento, o comércio varejista terá grandes descontos em lojas. Parece uma grande promoção, mas trata-se da 10ª edição do Dia da Liberdade de Impostos (DLI).

Em Fortaleza, a ação será comandada pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem) como forma de conscientização da alta carga de impostos e o apoio na simplificação tributária no Brasil. Neste ano, o DLI acontece na praça do elevador panorâmico, 1º Piso, do shopping Iguatemi.

Para marcar a data, mais de 50 lojas vão oferecer produtos selecionados com até 80% de desconto no shopping Iguatemi.

Os preços, bem abaixo dos praticados normalmente, equivalem ao valor dos impostos embutidos nos produtos. Além de Fortaleza, Juazeiro do Norte (Cariri) realizará, no mesmo dia, ações educativas junto as entidades de ensino superior público e privado. No site: www.cdljovemfor.com.br/dli tem todas as lojas participantes.

Leia também: Postos de combustíveis não aderem a dia sem tributos

Além do Ceará, o DLI vai acontecer no Distrito Federal e nos estados de Amazonas, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Na opinião do presidente da CDL Jovem de Fortaleza, Cabral Neto, o Brasil figura na lista dos países que possuem uma das maiores cargas tributárias do mundo.

Estimativa feita pela CDL Jovem, com base em estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), mostra que em 2017, os brasileiros trabalharam aproximadamente cinco meses apenas para pagar impostos. O dobro do que na década de 1970 para pagar a tributação.

“Mais de 40% do salário do trabalhador só para pagar impostos. Para o varejo, a situação inibe cada vez mais o consumo do cidadão”, acrescenta Cabral Neto.

Para o coordenador estadual da CDL Jovem, Douglas Feitosa, ”o conhecimento é como mola propulsora no entendimento da elevada carga tributária paga pelos brasileiros. O DLI se coloca como um meio para que a sociedade, seja ela consumidor ou empresário, se conscientize da elevada carga tributária que pagamos e não há retorno em benefícios para o cidadão”.

Visão dos empresários

A alta carga tributária barra os investimentos dos empresários em seus negócios e diminui a geração de empregos. Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em 2017, mostrou que oito em cada dez empresários de varejo e serviços consideram importante a Reforma Tributária.

O estudo mostra que 77% dos entrevistados acreditam que a reforma melhoraria a economia do país de alguma forma, sendo que, para estes, os principais resultados positivos seriam a geração de empregos (60%), o aumento na capacidade de investimento nos negócios (41%) e incentivo na criação de novos negócios (38%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *