Comércio de Fortaleza: novos horários devem elevar venda em 15%

Medida faz parte do Fortaleza Competitiva, da Prefeitura. O programa deve fomentar investimentos da ordem de R$ 2 bilhões. A proposta já foi enviada à Câmara de vereadores na semana passada. A expectativa é de que seja votada até o final do ano.

Com a ampliação do horário de funcionamento do comércio de Fortaleza, estima-se que as lojas tenham um aumento de até 15% no volume de vendas. A medida, que faz parte do programa Fortaleza Competitiva, da Prefeitura, prevê novos horários de funcionamento para estabelecimentos comerciais da Capital, a depender da região onde estão localizados. A proposta do Executivo municipal foi enviada à Câmara de vereadores na semana passada e a expectativa é de que seja votada até o final do ano.

“Nós imaginamos um incremento nas vendas em torno de 10% ou 15% com as lojas abertas dentro desse horário mais estendido. E certamente nós vamos aumentar o número de empregos”, disse Assis Cavalcante, presidente da Ação Novo Centro e diretor da CDL de Fortaleza. “Isso vem num momento em que a economia precisa muito desse horário. Acreditamos que vamos vender mais, vamos gerar mais renda, mais imposto e mais emprego. Como precisamos cumprir a lei trabalhista, vamos contratar mais pessoas para trabalhar”, disse.

No início da tarde de ontem, a titular da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Águeda Muniz, participou de uma reunião com a diretoria da CDL de Fortaleza para apresentar detalhes do Fortaleza Competitiva.

Segundo Muniz, o programa deve promover a criação de cerca de 10 mil postos de trabalho com carteira assinada até 2020, além de fomentar investimentos na ordem de R$ 2 bilhões na Capital. “Essa é uma demanda da sociedade que vai melhorar a questão do emprego e gerar mais renda na cidade”, disse a secretária sobre os impactos do programa.

O presidente da CDL de Fortaleza, Severino Neto, diz que o varejo está preparado para a mudança, e que a demanda do setor é fomentar as vendas.

“O que o varejo quer é que o campo esteja preparado para que isso aconteça. Nós estamos em uma crise, mas já estamos no terceiro mês consecutivo de diminuição do desemprego, com a tendência de diminuição. Esperamos é que isso seja aprovado pela Câmara o mais rápido possível”.

Para Freitas Cordeiro, presidente da Federação das CDLs do Ceará (FCDL-CE), o fluxo em Fortaleza turístico deve impulsionar as vendas do comércio nos novos horários.

“Uma cidade turística não pode ficar fechada ao turista. Não podemos ter o Centro da cidade fechando às 17 horas”, ele diz. “De início, podemos ter, por exemplo, uma atividade que vá até às 21 horas ou 22 horas, como ocorre nos shoppings, o que é razoável”, afirmou.

Mudanças

Entre as medidas previstas no programa Fortaleza Competitiva está a possibilidade de que estabelecimentos que estejam localizados no entorno de shopping centers (em um raio máximo de um quilômetro), poderão funcionar das 8 horas às 0 horas. Já os estabelecimentos que estejam distantes em até um quilômetro da orla marítima e situados nas Zonas Especiais de Dinamização Urbanística e Socioeconômica (Zedus) poderão funcionar 24 horas por dia.

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *