5 dicas para montar sua vitrine de Natal

Em Nova Iorque, neva forte na cidade, temperatura abaixo de zero, a cidade iluminada, noite já bem avançada e uma cena curiosa acontece: pessoas formam filas.

Até aí tudo bem normal, pessoas formando filas nas ruas em época de Natal é bastante comum, mas elas estão esperando apenas uma coisa: as vitrines de Natal.

Para nós, aqui do hemisfério sul, talvez seja um tanto estranho passar por tudo isso apenas para apreciar lojas fechadas. Mas, tudo isso tem um porquê.

As vitrines de Natal de Nova Iorque não são como as do restante do mundo. Elas são verdadeiros espetáculos de visual merchandising mesclados com o sentimento acolhedor e familiar do Natal.

Há anos, pessoas do mundo todo esperam esse momento que já é tradicional do povo nova-iorquino e culmina no momento de acender a árvore de Natal do Rockefeller Center.

Tudo isso é muito maravilhoso, mas Fortaleza é uma cidade diferente em muitos aspectos.

Primeiro, não temos neve em dezembro, pelo contrário, muito calor. No entanto, isso não quer dizer que a sua vitrine não possa ter o mesmo impacto que as nova-iorquinas.

Com esse pensamento, reunimos 5 dicas para você montar a sua vitrine de Natal e transformá-la num espetáculo!

>>Leia também: Vendas de Natal. Como preparar o seu comércio para a data.

1 – Saia do óbvio e conte uma história

Quem disse que só é possível contar uma história se for por livros e filmes?

As pessoas costumam associar elementos a significados que podem estimular sentimentos diversos e assim serem impactados sensorialmente.

Mas, como fazer isso

Se você não sabe nem como começar, um dos primeiros passos é escolher um tema. Com ele definido, você pode começar a reunir pequenos plots como se fosse uma narrativa.

Por exemplo, se você escolher um tema como “Onde está o Papai Noel?” remetendo ao famoso “Onde está Wally?”, você pode encher a vitrine de informações que escondam o Papai Noel e desafiar as pessoas a encontrá-lo.

Assim, você conta uma história, tem um tema forte e que garanta despertar a curiosidade de quem passa em frente a sua loja.

2 – Vitrine de Natal é diferente de uma vitrine comum

A época de Natal é bastante especial. Além da relevância religiosa, a data carrega um tradicionalismo de reunir a família, amigos e pessoas queridas para comemorar.

É uma época de troca de presentes e de fazer aquele jantar bem farto.

Logo, tudo o que remete ao Natal, tem uma carga de sentimentalismo, de lembranças e o sentimento de acolhimento.

Por isso, que uma vitrine de Natal não pode ser igual às vitrines comuns das demais datas do ano. É preciso haver um capricho a mais, um apelo maior e buscar refletir o sentimento que a época precisa.

3 – Conecte o que é mostrado na vitrine com o que é vendido dentro da loja.

É importante ter uma vitrine vistosa, chamativa, elegante, mas se o que se é mostrado nela não corresponder ao que o consumidor vai encontrar dentro da loja, ela termina virando um tremendo fracasso.

Para que isso não ocorra, planeje os produtos que a sua loja irá trabalhar com antecedência e faça além, torne o seu produto principal ( ou o produto escolhido) o protagonista de sua campanha de Natal.

Se você optar por fazer brincadeiras como a citada lá em cima, oferte descontos, outros produtos por um valor menor ou até mesmo brindes de graça.

4 – Menos é mais

Tudo bem que o Natal é extravagante, brilhoso e cheio de luzes piscantes e coloridas. Isso tudo é legal, mas é importante saber o limite para não chamar atenção pelos motivos errados.

Seja fiel ao seu tema, mesmo que ele seja bastante comum, foque na história que você está contando.

A grande questão é, na hora de montar a vitrine, não chame atenção a várias coisas ao mesmo tempo e tente deixar o seu objetivo bastante claro, pois, dessa forma, não confunde o consumidor que pode ser impactado pela sua vitrine.

 5 – Monte um espaço instagramável

A febre do momento são os espaços instagramáveis. A demanda atual dos consumidores de se mostrarem, através das redes sociais, em lugares bonitos e interessantes despertaram nas lojas o interesse em transformar seus próprios espaços em verdadeiros cenários dignos de fotos.

Criar um espaço instagramável não é tão difícil quanto se pensa, mas requer alguns cuidados, como:

– Ele precisa refletir a marca;

– Tem que servir apenas como cenário, nunca como personagem principal;

– Precisa sair bem tanto em uma selfie quanto em uma foto maior.

Com o tema natalino, é mais fácil decidir como fazer, do mais simples ao mais complexo.

Os shoppings, fazem algo parecido com o Papai Noel, que fica sentado para as crianças tirarem fotos.

Mas, como estamos falando de vitrine de Natal, basta aplicar esse conceito na sua vitrine, criando algo que chame a atenção e que tenha o poder de viralizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *