Vendas de itens eletroeletrônicos sobem; Black Friday anima setor

Seguindo a tendência nacional, empresas cearenses do setor inauguram lojas e esperam fechar 2017 com crescimento de, aproximadamente, 25%

A perda do poder de compra das famílias brasileiras afetou o setor de eletrônicos e informática nos últimos anos, mas a atividade já deve voltar a crescer na casa dos dois dígitos em 2017.

Pesquisa realizada pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) apontou que 56% das empresas do segmento registraram crescimento nas vendas e encomendas no mês de setembro na comparação com igual mês do ano passado. Foi o maior percentual verificado desde fevereiro de 2014, que fechou em 61% .

O processo de recuperação do setor também pode ser observado no Ceará. Empresas que comercializam itens eletroeletrônicos e de informática esperam fechar este ano com crescimento em torno de 25%. O aumento das vendas deve ser impulsionado pela Black Friday, que em 2017 ocorre no dia 24 de novembro.

“Hoje, a Black Friday é o nosso Natal antecipado”, afirma o gerente de marketing da Ibyte, Nelson Gurgel, acrescentando que o fluxo de pessoas que a data traz para as lojas supera em quase três vezes a demanda observada no melhor dia da semana (geralmente um sábado) para o setor.

Ele informa que, por causa da megapromoção que continua no sábado e domingo, o mês de novembro deve ter um crescimento de vendas 20% maior em relação a outubro. No fim de semana da Black Friday (24 a 26 de novembro), espera crescimento entre 10% e 15% em relação a 2016.

Gurgel ressalta que as vendas da Ibyte devem crescer 25% neste ano, na comparação com 2016. Destaca que a empresa cearense deve terminar este ano com 34 lojas em todo o País, inaugurando mais três unidades: Brasília (21 de novembro), Natal (28 de novembro) e Timon-MA (8 de dezembro).

56% foi o crescimento das vendas do setor no Páis no último mês de setembro, diz a Abinee

Ele informa que, por causa da megapromoção que continua no sábado e domingo, o mês de novembro deve ter um crescimento de vendas 20% maior em relação a outubro.

Nos três dias da Black Friday (24 a 26 de novembro), espera crescimento entre 10% e 15% em relação a 2016. E garante que todos os itens comercializados pela empresa estarão em oferta neste período. “Mas 24 produtos terão megadescontos. Os mais vendidos são smartphones, notebooks, smart TVs e impressoras”, observa.

Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), informática e eletrônicos devem ser dois dos itens mais procurados para a edição da Black Friday deste ano. Além disso, assim como os eletrodomésticos, computadores estão entre os itens mais vendidos nas últimas edições do evento.

“Oferta Garantida”

O diretor comercial da também empresa cearense Cecomil, Felipe Nogueira, espera um aumento ainda maior de 30% nas vendas durante o fim de semana da Black Friday. “A gente faz praticamente 30% do mês em três dias”, diz.

Ele destaca que, para despertar o interesse do consumidor, a empresa lançou a campanha “Oferta Garantida”. Se o cliente encontrar em alguma empresa concorrente (loja física) o produto adquirido com um preço menor, recebe um crédito no valor da diferença para “pegar” qualquer outro produto numa das lojas.

Nogueira explica, porém, que a promoção é só para produtos que tenham o selo especial “Oferta Garantida”. Quanto aos produtos ofertados na Black Friday, o diretor comercial afirma que os descontos maiores são apenas para alguns produtos. “A lista já tem mais de 30 itens e está crescendo”, observa.

A Cecomil tem nove lojas em Fortaleza, site de compras e atendimento corporativo. Ele acrescenta que a média de faturamento no acumulado do ano, até setembro, é de 15%. A expectativa é encerrar o ano com alta de até 27%, considerando a abertura de uma nova loja e a Black Friday.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *