Quais os principais tipos de estoque no varejo?

É preciso conhecer os tipos de estoque no varejo que você precisa trabalhar.

Isso pode ajudar bastante na evolução do seu negócio.

Nesse período, em que a pandemia vem mudando muita coisa, manter um nível adequado no atendimento ao cliente é um desafio.

E boa parte desse desafio é devido à gestão do estoque.

Quando falamos de variáveis relacionadas ao estoque, estamos nos referindo às características de giro e de armazenamento do material ou produto à venda.

Os quatro principais tipos de estoque no varejo são: estoque de ciclo, estoque regulador, estoque de canal e estoque de antecipação.

Conheça um pouco mais sobre cada um deles.

Estoque de ciclo

O estoque de ciclo geralmente é utilizado por empresas que lidam com diversos produtos distintos, mas cuja produção não consegue fabricar todos ao mesmo tempo.

Assim, o gestor programa sua produção e seu estoque, a fim de criar um ciclo produtivo para o atendimento e para a demanda.

Se você vende produtos que você mesmo produz, esse é um bom método para adotar.

Estoque regulador (ou estoque de segurança)

O estoque regulador é responsável por minimizar as incertezas e os riscos relacionados à alta na demanda de vendas.

Ele funciona para suprir demandas sazonais, que podem aumentar repentinamente as vendas de um determinado produto.

Ou seja, você sempre deixa um número X de itens por segurança; caso aconteça esse aumento na procura, você conseguirá suprir sem problemas.

Esse método é muito utilizado em lojas que possuem filiais.

Caso você esteja expandindo o seu negócio, sempre deverá ter uma das lojas com um espaço maior para armazenamento de produtos.

Estoque de canal

O estoque de canal são todos os produtos que estão em trânsito. Ou seja, quando a mercadoria está presente nas transportadoras, nos modais e nos centros de distribuição, por exemplo.

Se você já fez um pedido, acompanhar a entrega dele ajuda você a passar datas de entrega precisas para clientes e também a contabilizar o valor total de mercadorias, inclusive os das que ainda não chegaram.

Ter essas informações claras e bem registradas é ótimo para evitar compras desnecessárias de itens que já estão a caminho e programar promoções para quando os itens chegarem.

Estoque de antecipação (ou estoque sazonal)

O estoque de antecipação é aquele que a empresa passa a utilizar quando antecipa sua produção para atender alguma alteração na demanda futura, algo já esperado e planejado.

Geralmente, está ligado a duas situações: à sazonalidade ou quando está chegando uma data comemorativa.

Como o que deve ter sido bastante trabalhado agora para a Black Friday e para o Natal, que está por vir.

Então, a empresa percebe que algum item poderá faltar e antecipa uma compra maior para suprir a demanda dos próximos dias.

O estoque no varejo é decisivo nos resultados. Para uma empresa obter sucesso, é preciso gerenciá-lo de forma adequada à sua realidade.

Para isso, é preciso saber as necessidades dos consumidores e, assim, colaborar com o crescimento sustentável e rentável do negócio.

Uma tendência de estoque no varejo é utilizar mais de um tipo de estoque.

Isso serve para assegurar o atendimento das demandas em meio às incertezas e contar com a quantidade necessária de produtos para eventos sazonais.

 

Confira também:

Seja um Associado CDL de Fortaleza

Instagram

Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *