Empresas x coronavírus: 4 lições que estão sendo aprendidas na crise

A crise causada pela contaminação do novo coronavírus está atingindo o mundo de surpresa e tem deixado até as economias mais bem preparadas sem saber o que fazer com algo tão inesperado.

China, EUA, países europeus e o Brasil foram atingidos em cheio por uma doença silenciosa, que forçou o mundo a parar. Lojas foram fechadas, populações inteiras foram obrigadas a ficar em casa e o medo foi instalado.

A verdade é que o mundo que conhecíamos não é mais o mesmo durante essa crise. Pessoas de todas as classes sociais vêm mudando drasticamente hábitos de higiene, de relacionamento e revendo o que é prioridade em suas vidas.

Para quem tem empresas, esse está sendo um momento de reavaliar o destino do negócio e traçar novos planos.

É pensando nisso que reunimos 4 valiosas lições que o novo coronavírus e seu cenário de crise têm ensinado aos empresários de todo o mundo, e que estão sendo aprendidas por eles.

 

Lição #1 – É preciso estar preparado para o inesperado

 

A lição mais valiosa é essa. Simples e direta: esteja preparado para o pior, mesmo que os negócios andem bem.

Por quê?

O brasileiro falha por não ter construído uma cultura financeira sólida. Não aprendemos coisas básicas, como fazer orçamento doméstico e criar reservas de emergência.

Quando colocamos essa realidade num nível corporativo, enxergamos muitas falhas e viramos testemunhas de empresas que não conseguem ser escaláveis ou minimamente rentáveis.

A questão é que o brasileiro tem uma veia empreendedora forte, mas faltam-lhe habilidades empresariais, que precisarão ser desenvolvidas ao longo dessa crise.

Somos um povo criativo e com vontade de trabalhar, mas só isso não é o suficiente para manter um negócio funcionando de forma saudável.

Por isso, é necessário agora, mais do que nunca, que as empresas caminhem com a saúde financeira em sua melhor forma para que, a partir de agora, estejam blindadas e sobrevivam por muito mais tempo sem colapsos econômicos.

 

Lição #2 – Seja o melhor amigo do seu consumidor

 

Não há negócios se não houver clientes. São eles que determinam o fracasso ou o êxito de uma empresa. Produtos competitivos fazem boa parte do negócio, mas são os valores e a forma pela qual a sua empresa ajuda seus consumidores que fazem a diferença.

Por incrível que pareça, muitos empresários ainda têm uma visão equivocada de seus clientes, subestimando seus processos de compra e até mesmo o alcance do seu produto.

Com o isolamento obrigatório imposto e os comércios fechados, empresários e consumidores se viram com um novo desafio em mãos: como consumir sem sair de casa.

Saiu na frente quem já tinha entendido o seu público e, antes da crise, tinha expandido canais de vendas e tornado o relacionamento com o público cada dia mais forte.

Em relação aos consumidores, muitos tiveram que se adaptar a novas formas de compra por delivery, encontros por videoconferência, cursos por EAD, assim como tiveram que aprender a usar inúmeras novas ferramentas.

Entender como esse caminho é e está sendo feito pelos seus clientes ajuda na hora de inovar e estreitar o relacionamento com eles, garantindo fidelidade mesmo em momentos difíceis como esse.

 

Lição #3 – Liderança x Chefia

 

Em momentos como esse, empresas de todo o tipo, de todos os setores enfrentam o medo de seus funcionários. E com razão. A COVID-19, doença causada pelo coronavírus, é extremamente contagiosa e agressiva.

É nesse momento que notamos a diferença entre um líder e um chefe. Não é um papel fácil, principalmente em momentos de crise, mas é fundamental para quem ocupa cargos de liderança exercê-la com coragem.

É preciso entender as necessidades das equipes, os diferentes detalhes que compõem as funções de cada um e garantir que suas vidas sejam preservadas.

Um líder também precisa tomar decisões difíceis e cabe a ele também entender que, para o bem da empresa, alguns cortes serão necessários, e fazer isso da melhor maneira requer uma boa dose de coragem e empatia.

Mas a questão é que, sem um bom capitão, a tendência é de que o barco navegue à deriva.

 

Lição #4 – Somos capazes de nos reinventar

 

O brasileiro sempre foi muito criativo ao encontrar soluções empreendedoras. Inventamos de tudo um pouco, criamos ações, estratégias e negócios do completo zero.

Desde microempresas até grandes corporações, é nesse momento de crise que sentimos a necessidade de nos adaptar às novas realidades por sobrevivência. Reinventar estratégias traz às empresas e aos seus colaboradores, estímulos para enfrentar a crise.

Assim como temos que nos moldar ao novo ritmo da rotina, encontramos formas de continuar vendendo, ajudando consumidores a passar por isso, e até de criar novos negócios.

Esse é o caso de grandes empresas e negócios locais que integram ideias a plataformas de e-commerce, organizam vendas via WhatsApp ou até mesmo se posicionam digitalmente para serem melhor notadas por consumidores de outros nichos em meio on-line.

Reinventar é a opção para quem busca soluções que ajudem a traçar um melhor caminho para o seu negócio e promovam ganhos para o comércio. Não há nada que não possa ser melhorado e inovado.

A inovação move o mundo e torna empresas mais atualizadas, competitivas e fortes para enfrentar desafios como esse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *