Número de nordestinos fora da inadimplência cresce 7%

Diminuiu o número de pessoas com dívidas em atraso no Nordeste, segundo informou o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

O indicador de recuperação de crédito elaborado pelas duas entidades mostrou que a quantidade de nordestinos fora da lista de devedores cresceu 7% em agosto, no acumulado de 12 meses. Enquanto isso, no País, o número cresceu 4,93%.

“Esse contingente continua alto porque os efeitos da crise ainda estão presente no dia-a-dia das famílias, sendo o desemprego o mais crítico. À medida que a recuperação econômica ganhar força, espera-se que o total de negativados caia, com a redução de novos entrantes e o aumento da recuperação”, explica a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Ela aponta a entrada de mais pessoas na lista dos devedores como motivo para não ser notado um aumento da recuperação de crédito no País.

Leia também: 21% se endividam em momento de ansiedade

“A abertura do indicador mostra que o volume de quitação de dívidas foi mais expressivo na região Centro-oeste, que cresceu 12,39%, seguida do Sudeste (8,31%) e do Nordeste (7,09%). Já nas regiões Norte (-10,38%) e Sul (-3,10%) houve queda na quantidade de inadimplentes que regularizaram sua situação financeira”, detalha nota envida pelo SPC e CNDL.

O volume de dívidas quitadas contabilizadas pelas entidades cresceu 2,04% no acumulado dos últimos 12 meses e teve nas instituições financeiras a maior quantidade regularizada. Já o volume não quitado também foi de 2,04%.

Perfil

A maior parte (44%) dos consumidores que conseguiram quitar as dívidas em agosto estão na faixa etária entre 30 e 49 anos. Em seguida, vieram os maiores de 65 anos (13%), com os que possuem entre 18 e 29 anos (12%).

“Já a abertura por gênero mostra uma leve predominância de mulheres entre os devedores que mais colocaram suas contas em dia, com 52% de participação contra 48% dos homens”, acrescenta o relatório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *